quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Para ela (sob influência de Allstar)

Estranho seria se eu não me apaixonasse por você
Você foi invadindo cada canto, preenchendo todo meu espaço
Em pouco tempo, eu já nem sabia mais como fugir de você
Por mais que fosse forte, como resistir aos seus belos lábios?

Se fui eu, se foi você, foram os dois num momento exato
Eu fui bobo, um tolo, medroso, um frouxo, tive medo do inevitável
Tantas chances tive, o desejo contive até o instante insustentável
Então, me surge sem jeito, um beijo doce em meio a um abraço.

Estranho seria não ter o medo de perder a sua voz num estalar opaco
Aqueles trilhos levariam você a tão longe dos meus olhos desesperados
Sedentos, famintos em você, de tocar sua face em jeito desajeitado
Mas quase sem querer, foi ser você o meu sonho raro.

Depois de horas de palavras despertas
Sussurradas incertas
Que trarão contas de telefones estratosféricas
De tantas risadas sem métrica
Só restam-me poucas palavras a expressar o tom alto
Que se não fosse você
O meu coração seria mero vácuo.

2 comentários:

Hugo Dutra Bachega disse...

Fala Paulo... Eu abro qse td dia entao pode me escrever.. hdbachega@gmail.com Abraco

Anónimo disse...

Hum...pq sera que eu tenho a leve impressao de que eu conheço essa declaraçao? t amo bju